• Quinta-feira 19°9°C
  • pt PT
  • Google Tradutor
    Tradutor

Destaques Economia Institucional

Vereador da Câmara de Baião lamenta desfecho negativo no processo de compra da antiga Adega Cooperativa por parte da autarquia

Em causa está a criação em Baião do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia para o Agroalimentar e Incubadora de Empresas do Douro, Tâmega e Sousa.

Na reunião da Câmara Municipal de Baião realizada no dia 24 de abril, o vereador dos Assuntos Económicos da autarquia, José Lima, que tem conduzido o processo com vista à aquisição do edifício da Adega Cooperativa de Baião, para a criação de um Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia Agroalimentar, revelou o seu “constrangimento e tristeza” quanto ao futuro do imóvel, uma vez que foi “informado pela direção de que os seus cooperantes decidiram, maioritariamente, que a venda não deveria ser realizada, portanto, não alienariam aquele património” disse.

Lamentando e demonstrando a sua preocupação, José Lima lembrou que está em causa “muito trabalho que já foi feito, nomeadamente um projeto que temos para o espaço, identificado e valorizado pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS), com promessa de apoio por parte do Ministério da Agricultura”, frisou.

Trata-se de um projeto para Baião, mas também para a região e para todo o território, que valoriza o setor primário, que tanto padece e tem necessidade de ser alavancado. É com muita tristeza que constato o desfecho negativo deste processo. Perde Baião, perdem os baionenses, perdemos todos nós”, apontou o vereador.

José Lima explicou que a decisão da INOVA Baião, proprietária do imóvel, surgiu após reunião em Assembleia Geral, realizada no dia 20 de abril, tendo como última proposta para a aquisição por parte do município, o valor de 465 mil euros. “Valor acima do desejável, porque não estávamos a comprar nada, mas sim a valorizar património para o devolver aos baionenses e colocar ao serviço do desenvolvimento do concelho e da região”, sublinhou.

O autarca adiantou ainda ter havido uma proposta inicial do município no valor de 350 mil euros, em relação ao qual a direção da Adega “nos disse que não chegava, atendendo ao valor da dívida existente, o que nos levou a avançar com o valor que supostamente seria o suficiente e necessário”, contou.

A criação do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia Agroalimentar, em Baião, projeto estratégico para a região, está, assim, seriamente comprometido, apesar dos esforços da Câmara Municipal de Baião em adquirir o imóvel que lhe daria corpo, e onde se formaria um dos grandes eixos de desenvolvimento.

Recorde-se que, no âmbito da implementação do projeto, a convite do presidente da Câmara de Baião, Paulo Pereira, a ex-Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, visitou as instalações, em agosto de 2020, tendo assumido que o Ministério sob a sua tutela defenderia “o projeto a par com a Câmara Municipal, aquando da procura de eventuais formas de financiamento para a sua materialização”, disse.

UM PROJETO AMBICIOSO

A implementação do projeto, ambicioso, em Baião, decorre da decisão do Conselho Diretivo da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, após a aprovação de um conjunto de projetos estratégicos para o desenvolvimento socioeconómico sustentável do território constituído por onze municípios.

A escolha do antigo edifício da Adega de Baião foi considerada ideal para alojar o Centro, tornando-se num equipamento nuclear para o desenvolvimento do setor primário, que posicionaria o município como um ator de relevo. Por outro lado, reunia as dimensões e características necessárias, bem como a proximidade a acessos relevantes, que serão reforçados com a construção da variante de Baião à ponte da Ermida e a ligação de Quintã a Mesquinhata.

PROJETO TRABALHADO POR RECONHECIDOS ESPECIALISTAS

Este projeto estratégico, trabalhado por especialistas de renome entre 2020 e 2021, aponta para a promoção e desenvolvimento da fileira agroalimentar na região do Tâmega e Sousa, com particular enfoque na prestação de serviços à pequena agricultura, estando para isso definido um conjunto de missões:

  • Criação e Transferência de Tecnologia, nomeadamente fornecendo o suporte tecnológico à fileira agroalimentar da região, com um enfoque especial na pequena agricultura.
  • Prestação de Serviços Avançados como a informação e vigilância tecnológica, aconselhamento técnico, testes e análises laboratoriais.
  • Promoção das Cadeias Curtas e Produtores Locais através da valorização dos produtos endógenos do território nos mercados locais e regionais, bem como através das compras públicas municipais.
  • Logística, oferecendo serviços de armazenamento e refrigeração para apoiar a cadeia agroalimentar.
  • Marketing e Apoio à Gestão, auxiliando na gestão de marcas, embalagens e rótulos, além de disponibilizar espaços expositivos e realizar eventos promocionais.
  • Promoção do Empreendedorismo Rural através da implementação de programas de incubação e aceleração para fomentar o empreendedorismo rural e a renovação geracional dos produtores.

O investimento inicial abrange instalações, equipamentos, mobiliário, sistemas de informação, bem como a conceção e implementação de um sistema de testes e certificação, além de um plano de comunicação.

A CIM-TS tem já elaborado um Plano Estratégico do Agroalimentar do Tâmega e Sousa que, na opinião do vereador dos Assuntos Económicos, José Lima “é essencial para a região e colocaria Baião como um centro de desenvolvimento do setor no território. Naturalmente, é com muita mágoa e tristeza que enfrentamos o facto de Baião perder a possibilidade de financiamento e qualificação deste edifício tão simbólico, que seria destinado, precisamente, aos atuais utilizadores e a muitos outros, de Baião e da região. É, assim, algo incompreensível esta posição da direção, acusou o autarca.

AnteriorSeguinte

COMUNIQUE UMA OCORRÊNCIA
NO TERRITÓRIO DE BAIÃO

Alerte a Câmara Municipal de Baião para OCORRÊNCIAS no espaço público (quedas de árvores, fugas de água, estrada danificada, animais abandonados, entre outros…).

Clique AQUI para aceder à página de submissão de alertas.

Baião agradece-lhe o tempo dispensado.
Obrigado! ?

Quinta-feira 20°9°CSexta-feira 22°9°CSábado 19°13°CDomingo 19°9°CSegunda-feira 21°12°CTerça-feira 23°11°C

CONTACTOS ÚTEIS

Câmara Municipal

255 540 500

Praça Heróis do Ultramar 4640-158 Campelo - Baião

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

 

Auditório Municipal

255 542 918

Seg. a Sex. :  09h às 13h - 14h às 17h

 

Posto de Turismo

255 540 562

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h Sáb e Dom. : 10h às 13h

 

Museu Municipal

255 540 550

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

Ver todos

[wpc-weather id=”69316″/]

FARMÁCIAS EM BAIÃO

Farmácia Queirós Cunha | Campelo

Morada
Rua de Camões, 172
Campelo

Telefone
255 542 340

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Barbosa | Campelo

Morada
Rua de Camões, 360
Campelo

Telefone
255 541 113

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Rocha Barros | Ancede

Morada
Rua da Capelinha, 71 e 75
Ancede

Telefone
255 551 425

Horário
Segunda a Sexta > 08h30 às 20h00
Sábado> 09h00 às 13h00 e 14h00 às 20h00
Domingo e Feriados > 09h30 às 13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia de Gestaçô | Gestaçô

Morada
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 30
Gestaçô

Telefone
254 888 006

Horário
Segunda a Sexta > 09h00 às 20h30
Sábado > 09h às 13h00 e 14h30 às 20h30
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia Santa Marinha | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 20 de Junho – Edifício Central Zezerense, LJ H
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 888 193

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/20h30
Sábado> 09h00-13h00 e 14h30-20h30
Domingo e Feriados > 09h00-13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contactos telefónico

Farmácia Cardoso Cruz | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 1º de Maio, nº 161
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 881 900

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/19h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico