• Segunda-feira 7°C
  • pt PT
  • Google Tradutor
    Tradutor

Ambiente Destaques Economia Turismo

Câmara de Baião e Agência Portuguesa do Ambiente colaboram na valorização do rio Ovil

O Presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, na companhia do Vice-Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Pimenta Machado visitou as obras da primeira fase de valorização do Rio Ovil, que se iniciaram recentemente.

Participaram também nesta visita, o Presidente da União de Freguesias de Ancede e Ribadouro, Daniel Guedes e o autor do projeto, Pedro Teiga.

Esta primeira etapa do percurso tem a extensão de dois quilómetros e meio e vai ligar as imediações da Ponte Nova, em Ancede, à foz do Rio Ovil, em Ribadouro.

A Câmara Municipal de Baião investiu até ao momento 75 mil euros, para a concretização de um estudo sobre o valor ambiental do rio Ovil e que serve de base para aferir as condições de valorização destes locais, assim como para a realização do respetivo projeto de execução dos troços foz (Ponte Nova – Porto Manso) e montante (Outoreça – Várzea).

A obra é financiada pela APA, em 159 mil euros, no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) e será feita com recurso a técnicas de engenharia natural, que protejam o meio ambiente.

Encontra-se em preparação a candidatura a financiamento para o percurso entre Outoreça (Ovil) e Várzea (Campelo).

A Câmara Municipal de Baião pretende criar mais percursos deste tipo, nomeadamente no rio Teixeira, no rio Douro e noutros pontos do concelho que reúnam as condições necessárias à sua execução.

O objetivo destes projetos, é criar um “corredor ecológico”, requalificando e estruturando o património ambiental, contribuindo para a sensibilização e educação ambiental dos utilizadores.

 

POTENCIAR O PATRIMÓNIO NATURAL

 Paulo Pereira, referiu que “este projeto enquadra-se numa estratégia definida para o nosso concelho, o “Baião – Vida Natural”, potenciando o que temos de melhor, como é o caso do nosso património ambiental.

Este facto, também nos levou a definir uma estratégia, que permitiu certificar o nosso território como destino turístico sustentável.”

O autarca sublinhou ainda que “neste caso do Rio Ovil trata-se de criar um corredor ecológico, que, acima de tudo, seja um espaço de fruição para que as pessoas possam usufruir destes sítios lindíssimos. E, realço que neste caso estamos só a falar da primeira fase do rio Ovil. Pretendemos fazer esta ligação entre a nascente e a foz e queremos criar mais percursos como este, particularmente no rio Teixeira e noutros locais que reúnam as condições necessárias.

Saúdo a Agência Portuguesa do Ambiente, na pessoa do seu Vice-Presidente, Pimenta Machado, que é um entusiasta destas obras desde o primeiro momento e que financia de forma substancial esta primeira fase.

Quisemos também a colaboração de Pedro Teiga, um especialista nestas questões, que é uma garantia de qualidade”.

 

Por seu lado, o Vice-Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Pimenta Machado, elogiou a beleza do local e mostrou empenho em colaborar com o município de Baião neste e noutros projetos de valorização ambiental, uma vez que “esta intervenção no Rio Ovil, está a ser financiada pela APA, no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), desenhado pelo Governo para fazer face à crise pandémica. Este era um anseio com algum tempo por parte do Município de Baião e, conforme financiamos esta fase, vamos procurar corresponder ao pedido do Presidente da Câmara e financiar outras intervenções do género que estão programadas. E, como disse ao Presidente Paulo Pereira, agora é uma excelente altura para o lançamento de projetos ligados à rede hidrográfica, uma vez que temos à disposição uma série de instrumentos financeiros de âmbito europeu para a realização de investimentos na área ambiental”.

 

Pedro Teiga, autor do projeto, explicou-o em traços gerais, referindo que “o principal foco do projeto é a valorização do corredor ecológico do Rio Ovil, através da eliminação de espécies invasoras, nomeadamente a mimosa. Será também removido material do leito para criar uma maior fluidez da água, de modo a evitar cheias e, consequentemente melhorar a componente social, ou seja, o envolvimento com a comunidade. Estas intervenções irão permitir ainda uma promoção do habitat de espécies de fauna, como o lagarto-de-água ou a alvéola cinzenta. Em suma, queremos criar um percurso público a que as pessoas possam aceder facilmente e onde possam usufruir da natureza.”

 

Daniel Guedes, Presidente da União de Freguesias de Ancede e Ribadouro, manifestou-se orgulhoso e referiu que “esta intervenção é muito importante para a dinamização da nossa União de Freguesias e do nosso concelho e servirá, como é óbvio, a nossa população, mas também as pessoas que vêm de fora, pois como costumo dizer, quem nos visita acaba sempre por recomendar uma visita a Baião aos seus conhecidos e, nesse sentido, ajudam e muito a promover o nosso território. Já tive oportunidade de fazer o caminho entre a Ponte Nova e a foz do Rio Ovil e, efetivamente é um sítio lindíssimo. No fundo, este percurso vem complementar a oferta que já existe ao nível deste tipo de itinerários, nomeadamente o percurso pedonal da Pala e o percurso adjacente à Área de Lazer de Ancede.”

 

 

 INTERVENÇÕES A EFETUAR

Atendendo à estratégia de desenvolvimento sustentável, será efetuada a reabilitação e valorização das margens e do leito, empregando técnicas de engenharia natural.

Estas técnicas de engenharia possibilitam a valorização de cursos de água e estabilização de encostas através do emprego de material vivo, combinado com estruturas inertes como madeira ou pedra.

Esta intervenção prevê a realização de trabalhos de consolidação das margens, corte e limpeza da vegetação, contenção de vegetação exótica e invasora e remoção de entulhos.

Serão ainda beneficiados os caminhos existentes, através da aplicação de pavimentos resistentes, prevendo-se também a instalação de mobiliário urbano em madeira e a construção de valetas para o encaminhamento de águas nos locais onde se verifique essa necessidade.

 BAIÃO – DESTINO TURÍSTICO SUSTENTÁVEL

Este projeto está integrado numa aposta de valorização ambiental de Baião levada a cabo pelo Município e enquadra-se na estratégia de certificação de Baião como Destino Turístico Sustentável, certificação reconhecida e validada pela organização internacional Global Sustainable Tourism Council (GSTC).

Baião é o concelho “mais verde” do distrito do Porto com 68 por cento do seu território coberto por áreas verdes e floresta.

O processo de certificação como destino turístico sustentável foi iniciado em 2018 e resulta de um intenso trabalho de recolha e análise de informação referente a mais de três anos, tendo culminado com uma auditoria feita pela entidade internacional EarthCheck, uma Organização Não Governamental de referência na área.

AnteriorSeguinte

COMUNIQUE UMA OCORRÊNCIA
NO TERRITÓRIO DE BAIÃO

Alerte a Câmara Municipal de Baião para OCORRÊNCIAS no espaço público (quedas de árvores, fugas de água, estrada danificada, animais abandonados, entre outros…).

Clique AQUI para aceder à página de submissão de alertas.

Baião agradece-lhe o tempo dispensado.
Obrigado! ?

Segunda-feira 7°CTerça-feira 10°9°CQuarta-feira 11°9°CQuinta-feira 9°CSexta-feira 7°CSábado 4°C

CONTACTOS ÚTEIS

Câmara Municipal

255 540 500

Praça Heróis do Ultramar 4640-158 Campelo - Baião

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

 

Auditório Municipal

255 542 918

Seg. a Sex. :  09h às 13h - 14h às 17h

 

Posto de Turismo

255 540 562

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h Sáb e Dom. : 10h às 13h

 

Museu Municipal

255 540 550

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

Ver todos

[wpc-weather id=”69316″/]

FARMÁCIAS EM BAIÃO

Farmácia Queirós Cunha | Campelo

Morada
Rua de Camões, 172
Campelo

Telefone
255 542 340

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Barbosa | Campelo

Morada
Rua de Camões, 360
Campelo

Telefone
255 541 113

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Rocha Barros | Ancede

Morada
Rua da Capelinha, 71 e 75
Ancede

Telefone
255 551 425

Horário
Segunda a Sexta > 08h30 às 20h00
Sábado> 09h00 às 13h00 e 14h00 às 20h00
Domingo e Feriados > 09h30 às 13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia de Gestaçô | Gestaçô

Morada
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 30
Gestaçô

Telefone
254 888 006

Horário
Segunda a Sexta > 09h00 às 20h30
Sábado > 09h às 13h00 e 14h30 às 20h30
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia Santa Marinha | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 20 de Junho – Edifício Central Zezerense, LJ H
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 888 193

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/20h30
Sábado> 09h00-13h00 e 14h30-20h30
Domingo e Feriados > 09h00-13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contactos telefónico

Farmácia Cardoso Cruz | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 1º de Maio, nº 161
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 881 900

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/19h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico