• Terça-feira 25°15°C
  • pt PT
  • Google Tradutor
    Tradutor

Destaques Economia Institucional

Ministra da Agricultura coloca-se ao lado da autarquia baionense na defesa dos planos para a antiga Adega Cooperativa do concelho

Centro Logístico e de Promoção do Setor Agroalimentar do Douro Verde

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, reuniu esta terça-feira, dia 4 de agosto, na Adega Cooperativa do Gôve, com a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e fez-se acompanhar por José Lima, vereador com o pelouro dos Assuntos Económicos e por diversos agentes de desenvolvimento local, que fez questão de convidar – como, aliás, vem sendo prática habitual nestas matérias – para dar seguimento à intenção da autarquia de ver implementados alguns projetos apresentados numa primeira reunião com a governante, que decorreu no inicio de março nos Paços do Concelho, nomeadamente a hipótese de se criar em Baião uma Organização de Produtores, aproveitando o espaço da antiga Adega Cooperativa, que necessita da devida requalificação.

A reunião de trabalho permitiu uma troca de ideias entre todos os agentes presentes – autarcas, dirigentes associativos ou empreendedores do setor agroalimentar – , possibilitando enriquecimento do projeto a vários níveis. Maria do Céu Antunes voltou a elogiar a postura pró-ativa do executivo baionense depois de fazer uma análise extensiva dos planos da autarquia para a Adega, reafirmando que o Ministério da Agricultura “defenderá o projeto a par com a Câmara Municipal aquando da procura de eventuais formas de financiamento para a sua materialização”. Antes da reunião, a ministra da agricultura teve oportunidade de conhecer o espaço da Adega na companhia da arquiteta Filipa Rocha.

O projeto em causa visa a reconversão da antiga Adega Cooperativa num Centro Logístico e de Promoção do Setor Agroalimentar que funcionará como um Centro de Incubação e Germinação de Novos Negócios, Formação e Investigação no setor agrícola. Uma iniciativa que comportará, entre outras valências, áreas de desenvolvimento de novos negócios, de apoio ao investimento, à inovação e internacionalização e com forte componente no armazenamento, logística e distribuição. Este centro, que já tem estudo e projeto arquitetónico concluído, pretende criar condições aos produtores da região para a sua agregação através da organização de produtores e assim ganharem escala e construírem novas competências de forma a serem mais competitivos e inovadores.

A titular da pasta da agricultura felicitou os presentes por ter sido possível juntar à volta de um mesmo projeto, várias entidades, sejam elas públicas ou privadas, no sentido de alavancar o desenvolvimento territorial através da agricultura e da agroindústria. “Projetos como este são importantes para a ocupação coesa do território e para o seu desenvolvimento. É imperioso, em todo o país, esbater as desigualdades. Precisamos de um modelo de desenvolvimento harmonioso e integrado, em todo o território, seja ele em meio mais urbano ou mais rural, mais do interior ou mais do litoral, de forma a que todos tenham oportunidades. Este projeto tem a seu favor o facto de ter um modelo de governação que vai permitir juntar o território e os seus atores à sua volta, que entende a região, e que é estruturante para poder fazer face a tantos desafios que se lhe colocam”.

Paulo Pereira mostrou-se“satisfeito” pela discussão daquele que descreve como um “bom projeto, em linha com o Plano de Estabilidade Económica e Social e o Plano de Recuperação Económica definidos pelo Governo e, certamente, com o futuro Quadro Comunitário de Apoio”. No final, o autarca deu nota de que há boas possibilidades de se conseguir financiamento para os equipamentos de toda a estrutura através do Plano de Desenvolvimento Rural (PDR). Quanto à requalificação do edifício, o edil baionense acredita que foi lançado “o caminho que, através da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, pode vir a ser trilhado”, já que “não será difícil reunir o apoio dos 11 autarcas” que a integram.No entender do autarca, esta questão, aliada ao “conjunto de entidades que estão envolvidas no projeto desde a primeira hora – pessoas com provas dadas e capacidade de trabalho”, faz com que estejam “reunidas todas as condições para que este projeto se possa materializar num curto/médio prazo”, rematou.

AnteriorSeguinte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COMUNIQUE UMA OCORRÊNCIA
NO TERRITÓRIO DE BAIÃO

Alerte a Câmara Municipal de Baião para OCORRÊNCIAS no espaço público (quedas de árvores, fugas de água, estrada danificada, animais abandonados, entre outros…).

Clique AQUI para aceder à página de submissão de alertas.

Baião agradece-lhe o tempo dispensado.
Obrigado! 👍

Terça-feira 25°15°CQuarta-feira 21°12°CQuinta-feira 19°13°CSexta-feira 11°8°CSábado 13°8°CDomingo 16°9°C

CONTACTOS ÚTEIS

Câmara Municipal

255 540 500

Praça Heróis do Ultramar 4640-158 Campelo - Baião

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

 

Auditório Municipal

255 542 918

Seg. a Sex. :  09h às 13h - 14h às 17h

 

Posto de Turismo

255 540 562

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h Sáb e Dom. : 10h às 13h

 

Museu Municipal

255 540 550

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

Ver todos

[wpc-weather id=”69316″/]

FARMÁCIAS EM BAIÃO

Farmácia Queirós Cunha | Campelo

Morada
Rua de Camões, 172
Campelo

Telefone
255 542 340

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Barbosa | Campelo

Morada
Rua de Camões, 360
Campelo

Telefone
255 541 113

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Rocha Barros | Ancede

Morada
Rua da Capelinha, 71 e 75
Ancede

Telefone
255 551 425

Horário
Segunda a Sexta > 08h30 às 20h00
Sábado> 09h00 às 13h00 e 14h00 às 20h00
Domingo e Feriados > 09h30 às 13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia de Gestaçô | Gestaçô

Morada
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 30
Gestaçô

Telefone
254 888 006

Horário
Segunda a Sexta > 09h00 às 20h30
Sábado > 09h às 13h00 e 14h30 às 20h30
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia Santa Marinha | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 20 de Junho – Edifício Central Zezerense, LJ H
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 888 193

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/20h30
Sábado> 09h00-13h00 e 14h30-20h30
Domingo e Feriados > 09h00-13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contactos telefónico

Farmácia Cardoso Cruz | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 1º de Maio, nº 161
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 881 900

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/19h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico