• Sábado 23°14°C
  • pt PT
  • Google Tradutor
    Tradutor

Economia Gastronomia

Feira do Fumeiro, do Cozido à Portuguesa e dos Vinhos de Baião lotada nas primeiras horas

Certame decorre até amanhã, 8 de março, na Feira do Tijeilinho em Baião

As portas abriram às 19h desta sexta-feira e, logo nos primeiros momentos, foi possível reconfirmar porque é que a Feira do Fumeiro, do Cozido à Portuguesa e dos Vinhos de Baião continua a ser ponto de romaria dos verdadeiros apreciadores da boa qualidade. O evento, que já conta com 15 anos de existência, continua a superar-se ano após ano. Nas primeiras horas do certame a moldura humana preencheu a tenda e o público, na sexta-feira, animado pelo Grupo de Bombos da Associação de Trabalhadores da Câmara Municipal de Baião, pelo Grupo de Concertinas e Bombos de Santiago de Queimada e pela Banda Musical da Casa do Povo de Santa Marinha do Zêzere aguçou o paladar, descontraiu e deixou certezas de um fim-de-semana em grande.

A hora de almoço de sábado manteve o mesmo ritmo, a tenda lotou os 450 lugares sentados e os comensais, vindos um pouco de todo o país, animaram-se ao som dos Arribamonte e, mais tarde, pelo espetáculo protagonizado pela Academia de Dança Liliana Castro.

Na edição de 2019 mais de 10 mil pessoas visitaram a Feira nos 3 dias do evento, transformando esta festa gastronómica num evento de sucesso, não só pelo volume de negócios gerados, mas também pela grande afluência de público que acabou por visitar não só a Feira mas também todo o concelho, esgotando o alojamento local e os restaurantes baionenses.

Com base nestes números, que todos os anos se superam, Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, dirigiu-se na abertura do evento a todos os participantes e organização dando-lhes conta do orgulho que sente por “todos os anos se construir um evento com esta qualidade”.

O vereador dos Assuntos Económicos, José Lima, e o autarca da União de Freguesias de Campelo e Ovil, Filipe Fonseca, mostraram-se certos de que esta 15ª edição “continuará a afirmar a hospitalidade e a qualidade dos produtos de Baião”.

O evento, que junta no mesmo espaço restaurantes, produtos regionais, artesanato e o afamado Vinho Avesso, tem no fumeiro o seu rei-mor que, como resultado das tradições típicas e gastronómicas dos antepassados das gentes de Baião,  ainda mantém a tradição de se secar à lareira. Logo à entrada, a exposição de fumeiro impressiona, pela quantidade, qualidade e diversidade. Recorde-se que a Câmara Municipal de Baião exige aos produtores níveis de qualidade de excelência durante todas as etapas de produção do fumeiro, fazendo questão de acompanhar todo o processo através de várias vistorias. Só entram na Feira produtos selados, que cumprem as regras higieno-sanitárias impostas pela autarquia, de acordo com a legislação em vigor. Há 15 anos que o certame é reconhecido pela qualidade dos produtos que apresenta, elevando, de ano para ano, os seus níveis de exigência nesta matéria.

Habituado o receber visitas ilustres, a Feira contou este sábado com a presença, entre outras individualidades, da Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, que fez questão de almoçar no recinto, depois de visitar os produtores presentes. A governante mostrou-se “encantada” com “a forma genuína como Baião sabe receber e organizar”. Maria do Céu Albuquerque deixou ainda um elogio ao executivo municipal por, “em matérias relacionadas com a Agricultura, ter visão e ideias muito alinhadas com as do Governo”.

A Feira do Fumeiro volta a receber este sábado à noite momentos de animação diversificados, com a Associação Cultural de Concertinas do Lameirão e o fadista Emanuel Moura, que promete juntar ao fado uma pitada de humor, a terem lugar de destaque e a prometerem um serão animado e, para os que quiserem, bem regado, ou não fossem os diversos néctares de Avesso à disposição do público. O cozido à portuguesa volta a ser protagonista entre o Bacalhau Assado com Batata a Murro e a posta de Vitela Arouquesa, genuinamente acompanhado pela oferta de um arroz de moira malandrinho.

Mas não é só: não falta fumeiro diverso, o Biscoito da Teixeira, broa de milho confecionada em forno a lenha, licores, compotas, ginjinha, doces e artesanato. Para os que querem dar descanso ao Avesso, há sumo de laranja natural, confecionado com as saborosas Laranjas da Pala e cerveja artesanal, produzida no concelho.

Para este domingo, último dia do certame, as concertinas Joaquim Nogueira e o Festival de Folclore, composto por 6 ranchos folclóricos concelhios, vão animar o público que, de acordo com anos transatos, costuma esgotar os lugares sentados da tenda. Todos estes momentos vão poder ser vistos em todo mundo através da televisão. Depois de almoço, a RTP vai emitir a partir de Baião vários diretos para o programa “Domingo à tarde”.

 Autarquia atenta ao surto do COVID-19.

A acompanhar o evoluir do Coronavirus, a autarquia baionense preparou, especialmente para o evento, um conjunto de medidas estruturais de prevenção ativa. Estas medidas estão incluídas num plano de contingência elaborado pela Câmara Municipal, de acordo com as orientações da Direção-Geral de Saúde para a organização de eventos públicos. O plano direciona-se aos visitantes do evento e a trabalhadores que estão integrados no mesmo. Entre outras medidas, o certame dispõe de reforço de equipamentos de higienização, assim como de informação pública sobre cuidados a ter.

AnteriorSeguinte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COMUNIQUE UMA OCORRÊNCIA
NO TERRITÓRIO DE BAIÃO

Alerte a Câmara Municipal de Baião para OCORRÊNCIAS no espaço público (quedas de árvores, fugas de água, estrada danificada, animais abandonados, entre outros…).

Clique AQUI para aceder à página de submissão de alertas.

Baião agradece-lhe o tempo dispensado.
Obrigado! 👍

Sábado 23°14°CDomingo 23°16°CSegunda-feira 19°14°CTerça-feira 27°16°CQuarta-feira 26°16°CQuinta-feira 28°18°C

CONTACTOS ÚTEIS

Câmara Municipal

255 540 500

Praça Heróis do Ultramar 4640-158 Campelo - Baião

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

 

Auditório Municipal

255 542 918

Seg. a Sex. :  09h às 13h - 14h às 17h

 

Posto de Turismo

255 540 562

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h Sáb e Dom. : 10h às 13h

 

Museu Municipal

255 540 550

Seg. a Sex. : 09h às 13h - 14h às 17h

Ver todos

[wpc-weather id=”69316″/]

FARMÁCIAS EM BAIÃO

Farmácia Queirós Cunha | Campelo

Morada
Rua de Camões, 172
Campelo

Telefone
255 542 340

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Barbosa | Campelo

Morada
Rua de Camões, 360
Campelo

Telefone
255 541 113

Horário
Todos os dias > 08h30 às 22h00
Serviço noturno alternado

Farmácia Rocha Barros | Ancede

Morada
Rua da Capelinha, 71 e 75
Ancede

Telefone
255 551 425

Horário
Segunda a Sexta > 08h30 às 20h00
Sábado> 09h00 às 13h00 e 14h00 às 20h00
Domingo e Feriados > 09h30 às 13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia de Gestaçô | Gestaçô

Morada
Rua Soeiro Pereira Gomes, nº 30
Gestaçô

Telefone
254 888 006

Horário
Segunda a Sexta > 09h00 às 20h30
Sábado > 09h às 13h00 e 14h30 às 20h30
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico

Farmácia Santa Marinha | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 20 de Junho – Edifício Central Zezerense, LJ H
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 888 193

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/20h30
Sábado> 09h00-13h00 e 14h30-20h30
Domingo e Feriados > 09h00-13h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contactos telefónico

Farmácia Cardoso Cruz | Sta. Marinha do Zêzere

Morada
Rua 1º de Maio, nº 161
Santa Marinha do Zêzere

Telefone
254 881 900

Horário
Segunda a Sexta > 09h00/19h00
Restantes horas, disponibilidade permanente mediante contacto telefónico