Hora local: 17:32
logotipo
Você está aqui: Página inicial

MOTONÁUTICA: CAMPEONATO DO MUNDO F2 DECIDE-SE EM BAIÃO

2017/09/20

As grandes decisões do Campeonato do Mundo de Motonáutica F2 ficaram reservadas para a última etapa, que se disputa a 7 e 8 de outubro. É no rio Douro, na Albufeira da Pala, União de Freguesias de Ancede e Ribadouro, que será decidido o grande vencedor de uma das mais importantes provas internacionais dos desportos náuticos.

A prova foi apresentada a 20 de setembro, no Porto Welcome Center da Turismo do Porto e Norte de Portugal e contará com 24 pilotos de 14 países, entre os quais o português Duarte Benavente. Rashed Al Qemzi, dos Emirados Árabes Unidos, Pierre Lundin, da Suécia (vencedor da etapa em 2016 em Baião) e o francês Nelson Morin são os três pilotos que ocupam os primeiros lugares do campeonato.

"Tenho a certeza de que vai ser uma prova de grande qualidade, tanto em termos desportivos, como organizativos, dada a vasta experiência do Clube Náutico de Ribadouro. Esperam-nos dois dias marcados por muita competitividade e incerteza quanto ao vencedor da prova, com o atrativo adicional de este ano o campeonato ser decidido em Baião", referiu a vice-presidente da Câmara Municipal de Baião, Ivone Abreu.

Acompanhada pelo vereador dos Assuntos Económicos, José Lima, Ivone Abreu antecipou "um fim-de-semana muito animado para todo o público baionense e para os visitantes". "Quem nos visitar terá o atrativo de descobrir uma gastronomia riquíssima, paisagens encantadoras e um património cultural de grande valor", acrescentou Ivone Abreu.

Para Melchior Moreira, presidente da Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal, que volta a apoiar a realização deste evento "esta competição vai reforçar o destaque nas excelentes condições que o nosso destino tem para os desportos náuticos e coloca Baião no calendário das competições mundiais. A exemplo dos eventos desportivos que o Porto e Norte tem recebido nos últimos anos, o Campeonato do Mundo de Motonáutica vai, certamente, reafirmar o potencial turístico da região junto de milhares de visitantes e adeptos da modalidade".

O presidente do Clube Náutico de Ribadouro, Mário Sousa evidenciou desde logo o facto de a prova se disputar no "local mais bonito do distrito do Porto". "A Pala foi já elogiada por várias vezes pela União Internacional de Motonáutica pelas condições que possui para a prática da modalidade. A isso junta-se o bom clima, as boas condições logísticas e de apoio para a realização da prova. Temos tudo para nos afirmarmos como o destino de Motonáutica do sul da Europa, já que todas as outras provas deste campeonato disputam-se no norte e no centro da Europa", focou.

O último a usar da palavra foi o piloto português Duarte Benavente que assumiu o desejo de "fazer um bom resultado". "A equipa é portuguesa e os patrocinadores são portugueses. É importante competir em Portugal, é espetacular, aliás, porque sei que é difícil para as organizações. Estou com as ganas todas para tentar um bom resultado", disse Duarte Benavente.

ORGANIZAÇÃO COM 470 PESSOAS

Esta prova é organizada sob a chancela da Union Internacionale Motonauutique e da Federação Portuguesa de Motonáutica e conta com o apoio da Câmara Municipal de Baião, da Entidade Regional e Turismo do Porto e Norte de Portugal e da Administração dos Portos de Douro, Leixões e Viana do Castelo.
Foi também revelado que a organização conta com cerca de 470 pessoas. A pista traçada nas águas do Douro conta com cerca de 1.800 metros de perímetro.

Outras notícias